domingo, 23 de outubro de 2016

Homens que temem mulheres sem medo...







Certa vez escrevi sobre o medo, e ao final do texto lancei as seguintes perguntas: E você, do que tem medo? De quais foge e quais encara? E para minha surpresa um amigo respondeu: Eu tenho medo de você!



A mulher se comunica com cada ínfimo pedaço de seu ser. Com todas as várias camadas de consciência e suas múltiplas nuances de voz. Comunica-se com tamanha riqueza de atributos que para alguns homens isso deve beirar a loucura. Um verdadeiro sinalizador de perigo, pois já nao somos mais aquelas criaturas fascinantes e confusas, insondáveis e cheias de lugares secretos. Somos o que somos. Analíticas, livres, ponderadas, centradas e cheias de vontades. 

Infelizmente ainda há homens que vêem a uma mulher como a quem vê um animal selvagem, e se acovarda entre o fascínio e o terror, pois mantém um pé entre a modernidade e o outro no machismo. Uma pena!






sábado, 15 de outubro de 2016

Amor em tempos modernos







Bauman revela que na construção do amor líquido é idealizada a busca de satisfação com o outro e o divertimento sem fronteiras, cujo objetivo seria aproveitar o tempo presente. Sendo assim, nessa perspectiva não há porque se preocupar com o passado nem com o futuro de uma relação, já que o presente é vivido sem limites. Ou seja, o compromisso com o outro, tanto no namoro como nos projetos de vida não é bem-visto, porque ele limita a liberdade individual.


Me parece que o amor, para algumas pessoas se caracteriza, na maioria das vezes como um ato arriscado e perigoso. Essas pessoas temem amar plenamente porque não querem ser usadas no máximo de suas capacidades. Algumas porque querem viver sem limites e sem fronteiras, já outras porque temem investir significativamente em um relacionamento e depois ser excluídas, quando a relação demonstrar seus primeiros sinais de desgaste...

Dificil...